quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Novo Dicionário da Língua do Casal

Todo casal tem um vocabulário próprio, isso é fato. Algo em torno de 10 verbetes que só são reconhecidos por cada uma das metades da laranja. Acho que 10 é uma boa média. Aqui em casa a gente tem mais expressões casalsísticas, muito em razão de que eu enjôo fácil de algumas e acabo criando novas. A nossa gata, por exemplo, sofre de uma aguda crise de identidade, porque a cada 10 dias ela ganha um apelido novo. Tenho uma amiga que faz questão de chamá-la pelo nome e quando a gata não responde (o que acontece sempre) ela diz que nem a própria Lisbela sabe que é Lisbela. Os gatos da rua e arredores, todos receberam nome. Alguns até sobrenome. Mas o cúmulo mesmo é ver a lista de coisas que devem ser compradas e encontrar lá "SJ", de Segura Júnior. Precisa explicar?

6 comentários:

Eva disse...

Bá, venuss, levei uns 10 segundos pra conseguir entender. Isso porque eu tô com o cérebro embotado pela gripe, claro, porque Segura Jr. é muito bom!
Bjs

Sean Hagen disse...

*



pô, libera aí aquelas realmente cifradas.
quem sabe insipira os outros?
:p



*

venuss disse...

Sean: essas são top secret.
;-)

Enio Luiz Vedovello disse...

Segura Júnior é legal. Embora faça alguns anos que eu não precise de objetos semelhantes.
Mas expressões de casal (e, por extensão, familiares) são mesmo uma coisa interessante. A gente acaba criando uma linguagem toda própria...

Penkala disse...

bah, fiquei mó curiosa pra ler o teu vocabulário.

já estou pensando em quais palavras nós usamos aqui em casa. tem até gestos... universalmente reconhecidos... apenas por nós dois.

venuss disse...

Penka! que bom te ver por aqui! A amiga que chama a Lisbela de Lisbela e não de Dodô, Dolha, Kuti, Kukuti, Kutinha, Nuvem, Pedacinho do Céu... tem sotaque uruguaio. E tu sabes quem é.
Faz aí o teu dicionário do casal e coloca no teu blog, ao menos o que for publicável, óbvio.