quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Como é que pobre faz?

Meu marido precisa trocar a lente dos óculos. Ele agora entrou pro clube multifocal. Então fomos pro Iguatemi fazer pesquisa de preço. Eu que nunca precisei de óculos, fiquei assustada com os valores. Também fiquei surpresa ao ver a mesma estratégia que o Omo usava presente no mercado de lentes: lembra que o Omo sempre foi o que lavava mais branco? Lembra que a cada mês eles lançavam um novo Omo que lavava ainda mais branco? Eu, lá pelos meus 10 anos de idade, antes de saber que existia uma coisa chamada marketing, não entendia como isso era possível. No mercado de lentes, o processo é parecido, todas são boas, mas sempre tem uma que é o último lançamento que é a mais incrível das mais incríveis, a superação tecnológica, o supra-sumo da qualidade e também do preço (se bem que isso não é exclusividade deste mercado).
Depois de ter escutado todas as maravilhas das lentes supra-sumo, explicações com desenhos, caras e bocas de quem entende muito e anotações de preços em ascendência, lá pelas tantas meu marido pergunta, na lata pra vendedora: vem cá, hein, e como é que pobre faz? E ela achando a pergunta totalmente sem noção diz: compra uma mais barata do que essas aqui.

4 comentários:

Maroto disse...

pobre não enxerga. Ou não se enxerga, como diria a ovacionista Tamborindeguy

Não compre óculos em shopping que é mais caro mesmo, compre na ótica do bairro, desde que seja razoavelmente bem equipada. Sai bem mais em conta.

Enio Luiz Vedovello disse...

O Maroto foi mais rápido que eu no comentário, mas ainda dá para acrescentar outro detalhe: Além de não dar para comprar lentes e óculos em Shopping, também é bom evitar óticas que fiquem muito próximas do consultório. Já tive problemas sérios com isto.

Eva disse...

Concordo com os comentaristas que me antecedem: em shopping muita coisa é mais cara. E quando se trata de óculos e lentes, tem também grandes disparates entre os preços das lojas de rua. Tem que pesquisar mesmo. Já a coisa dos pobres é mais complicada. Pobre não precisa enxergar bem, pobre não precisa mastigar direito, pobre não precisa ler, pobre não precisa entender, infelizmente é isso que um monte de gente pobre de espírito pensa.

venuss disse...

Maroto, Enio e Eva: sugestões anotadas e aceitas: marido já partiu pra pesquisa em loja de rua. Por enqto bateu perna no centro, que é por onde ele trabalha. Valeu as dicas!