sábado, 22 de março de 2008

Morra, seu verme

Não sei se minhas gatas (agora são duas, a Meg e a Nãossei) têm vermes, e não tenho a menor vontade de revirar os cocôs delas do avesso com um palito de picolé pra descobrir.
Mas depois do verão, uma desvermifugação ligeira sempre vai bem, especialmente quando a gente tem criança em casa (as gatas podem ter pego as bichas da minha filha - huahuahua).
Muito já foi escrito sobre a impossibilidade de fazer um gato engolir algo que ele não quer engolir. Tem textos engraçadíssimos sobre isso, e eu nem vou tentar chegar perto deles.
Mas não posso deixar de tecer também alguns comentários sobre isso.
Primeiro: é de um delírio absoluto supor que comprimidinhos de vermífugo em forma de peixinho poderiam gerar algum tipo de boa vontade nos felinos. Tipo eles olharem aquela pastilha de sabor e cheiro hediondos e pensarem: "oh, que fofo, um comprimidinho em forma de mini-sardinha. Eu PRECISO provar isso imediatamente, isso é tão devertido, não vivo sem esse vermífugo."
Segundo: é totalmente desrespeitoso o redator da bula do vermífugo pra gatos escrever ali que "basta colocar o comprimido na comida do felino". O cara tá viajando. Isso é propaganda enganosa, Conar nele. Gatos são gourmets, por mais esfaimados que estejam, localizam o elemento alienígena e não comem ou então cospem direto. Eu coloquei na ração, no leite, na água, fiz enroladinhos de queijo, coloquei micropartículas de pó embutidas em pedacinhos de salsicha. Adivinha se funcionou. Se o comprimido fosse bem grandão, eu teria uma ótima sugestão de lugar pro debochado do redator de bulas enfiar os troços.
Terceiro: se eu fosse uma tenia solium, ia me alojar na barriga de um gato. Nenhum lugar é mais à prova de vermífugo que esse. O interior dos gatos é o Mediterané dos vermes.

6 comentários:

Maroto disse...

só tem um jeito: injeção. Só não esqueçam que é preciso vestir armadura (tanto o aplicador da injeção quanto os trezentos e quinze vizinhos que precisarão ajudar a segurar o gato).

Gardagami disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Toninho Moura disse...

Experimente conversar com ele!

Enio Luiz Vedovello disse...

Receita para dar vermífugos para um gato:
1 gato;
50 voluntários para segurar o gato;
51 armaduras feitas de meias vivarina para manter a integridade física das pessoas (vc também vai precisar);
1 mão com dedos bem comprigos;
1 comprimido de vermífugo.

Usar as 50 pessoas, devidamente protegidas com as armaduras, para segurar o gato;
Proteger-se com sua própria armadura e segurar o comprimido com a mão de dedos compridos;
Pedir a algumas das pessoas que abram a boca do gato;
Enfiar o comprimido pela garganta, e empurrá-lo ao máximo com o auxílio de um dos dedos compridos;
Retirar o dedo comprido da boca do gato;
Pedir aos voluntários para manter a boca do gato fechada, até que ele precise engolir ou sufoque;
Soltar o gato, ficando longe de seu caminho;
Repetir esta operação 15 dias depois.

venuss disse...

Olha, acho que eu tenho muiiita sorte, pois acho super fácil dar comprimidos pra nossa gata. Você só vai precisar de um marido sentado num banquinho que segure a gata e abra bem a boca dela. Daí vc de pé mira na goela da bichinha e larga o negocinho lá dentro. Daí o marido sem dó nem piedade empurra o comprimido com força e pronto! Já deve estar boiando no estômago dela.
Tudo pq ele segura com força a Lisbela e não fica abalado com os meus "ai, coitadinha..."
Fizemos isso com a Preta Gil, a gatinha temporária enquanto esteve aqui em casa e tb deu super certo.
Só o Mina que hj descansa no céu dos gatinhos que nem com o exército vestido com armadura de Vivarina (adorei!)que o ENIO falou a gente conseguia fazer tomar o tal comprimido.

ZEba disse...

Alguém aí conhece um vermífugo pra gatos em forma de (lembram daqueles chicletes em tirinhas de antigamente?); pois é eles lembram aqueles chicles, têm aroma de carne você corta um pedaçinho e eles mandam ver. Só que o que eu conheci é pra cachorro; mas não consigo encontrá-lo, nenhum Pet conhece.