quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

São Longuinho é o cara!

Anteontem à noite fui confrontada com o sumiço de um documento megahiperultrasuperprotoplurigigaimportante.
Desespero total.
Procurei em todos os lugares, incluindo os mais estúpidos (todo mundo que faz ou já fez mestrado sabe que, nessa fase, Tico e Teco definitivamente não prestam atenção na hora de guardar as nozes ou outras coisas como documentos megahiperultrablablablaimportantes, e o resultado é que no inverno a gente passa fome, e/ou, em qualquer estação do ano, não acha o que precisa).
Procurei muito.
Finalmente, capitulei.
E apelei.
Lá pelas 17h de ontem, invoquei São Longuinho e o Saci Pererê (ou seria o Negrinho do Pastoreio? Ai meu Deus, esqueci isso também).
E hoje às 2h da manhã, como que guiada por uma mão divina, caminhei até o gabinete, abri uma das gavetas, tirei a gaveta do encaixe, e outra e mais outra, e - sim! - ele estava lá. O documento megablablablaimportante tinha escorregado pra trás das gavetas. E São Longuinho e o Saci do Pastoreio tinham me levado até ali, eles me encaminharam até a solução dos meus problemas.
Glória, glória, aleluia.
Pro momento ficar mais lindo, só faltou mesmo aquele sol filtrado entre nuvens, estilo Edições Paulinas, e uma música de graças a Deus nas maiores alturas. Sol às 2 da madrugada seria uma superposição de milagres, não dava. E a música ia acordar a minha filha, melhor deixar assim.
O fato é que o papel aqueilotudoimportante estava ali, em carne e osso, ou melhor, pasta de celulose e tinta.
São Longuinho é o cara!
E o Negrinho Pererê é o carinha.
A fé não costuma falhar mesmo.
Na hora dei os três pulinhos de agradecimento pra São Longuinho. Pro Negrinho Saci do Pastoreio Pererê tenho que comprar um maço de cigarros, ou melhor, dois, já que esqueci pra qual dos dois enderçar meu insalubre e politicamente incorreto presente de agradecimento.

6 comentários:

venuss disse...

já te disse que o São Longuinho passa aqui em casa várias vezes. Sempre funcionou. E aqui eu não preciso estar terminando mestrado pra perder coisas.
;-)

Enio Luiz Vedovello disse...

Vamos lá:
São Longuinho - Três pulinhos;
Saci Pererê - Um pouco de fumo de corda (cigarro fica ruim de colocar no cachimbo)
Negrinho do Pastoreio - Uma vela ao pé de um post (e eu nem sou gaúcho para saber... Ok, consultei a esposa).

Acho que precisamos fazer um intercâmbio Calçolas/Reflexões de conselhos utilitários. Com urgência...

danizig disse...

Eu acho que o saci pererê esconde as coisas...acho melhor não dar nada a ele. Ai que papo doido. Lembrei do filme em que o Grande Otelo interpretava o neguinho e era consumido por um formigueiro gigante.
Danizig, Ale´s sis, relembrando as matinês do ASTOR.

Maroto disse...

esse post me lembrou de um documento supermegahiperetc que eu não sabia onde estava. Saí correndo para procurar mas achei logo, ufa! Obrigada são longuinho pererê por não me obrigar a comprar cigarros - ia ser tentação demais!

venuss disse...

EVA, esqueci de te falar, invoquei São Longuinho 2 vezes pra achar os meus certificados ontem. Ele foi tão eficiente que econtrei todos ao mesmo tempo.
:)

Eva disse...

ENIO: que seria do Calçolas se não fossem teus ensinamentos. Gracias mil!
DANIZIG: E olha que ainda nem falamos de gnomos, trols, duendes e Smurfs.
MAROTO: Que força de vontade, parabéns. Deve estar assim de ex-fumante fazendo pro essa pro Saci só pra ter acesso a um tabaquinho.
VENUSS: No teu caso, Sâo Longuinho só podia ter sido mais eficiente se ele te fizesse achar um certificado dum curso que nem fizeste - huahuahua.