domingo, 9 de dezembro de 2007

O Banho II

Resolvi dar banho na Lisbela. Em casa (tenho cá meus motivos pra não querer levá-la pra tomar banho em pet shop).
Resultado:
- um arranhão no pescoço
- um banheiro encharcado
- 4 discussões com o marido (uma na hora de aparar os pêlos da barriga, uma na hora de enxaguar o bicho, uma na hora de escovar e uma na hora de lavar a toalha da gata)

Definitivamente, se ela tomava banho 2 vezes por ano e olhe lá, depois dessa, volta pra água só pra festa de 15 anos.


5 comentários:

Maroto disse...

deixa a pobre gata em pazque ela vai dar banho nela mesma o dia todo e o tempo todo. Se vacilar ainda sobram umas lambidas pra ti (língua áspera de gato é um horror)!

venuss disse...

mas eu sempre digo isso, Maroto, que a gata é o ser mais limpo da casa, fica se lavando umas 6 vezes por dia e ainda por cima não sai do apartamento. Mas ontem tive uma 'idéia maravilhosa' ao ver o gato que foi adotado pelos moradores de um prédio aqui perto de casa. Alguém levou o Bola pra tomar banho. Toda vez que eu passo por ali, faço um carinho nele, mas sempre volto com a mão preta, tamanha a sujeita do bicho. Ontem o Bola tava mais branco que comercial de Omo e me inspirei em relação à Lisbela, que não ia pro banho havia mais de um ano. Mas tão cedo assim eu não repito a dose...

Enio Luiz Vedovello disse...

Detestei este post, me lembrou que tenho de dar banho na Kitty. Faz tempo que venho adiando...
Mas para a próxima vez, fica a dica: corte as unhas na véspera. Assim dá tempo de desestressar, mas não cresce tanto que vá machucar...

rsfoggia disse...

Gato pode ser lá um ser muito moderno e ecológico. Mas faço parte daquele grupo radical que só acredita na limpeza que produza milhares de bolhas e envolva muuuuito H2O. Desconfio terrivelmente da limpeza à seco. E à baba também.

venuss disse...

ENIO: eu nunca cortei unha de gato, acho que deve ser mais difícil que dar banho.

ANGELA: pois eu vou permitir que a limpeza à baba reine pelos próximos 13 anos nesta casa. :)