quarta-feira, 4 de junho de 2008

O Segredo

Minha casa nova está em reforma desde janeiro. São 5 meses, que em termos de rugas, cabelo branco, cabeça ruim e humor pior ainda mais parecem 50 anos.
E essa fascinante imersão ao mundo da pedra lascada me ensinou coisas importantíssimas. Tipo:
1 - Uma obra sempre leva o dobro do tempo. Sempre. Always. Siempre. Immer. Mesmo que você de início já saia prevendo isso, ela vai te passar a perna e vai dobrar o que você, se achando muito previdente, havia multiplicado por 2 de saída.
2 - Uma obra sempre leva o dobro do teu dinheiro. Não adiante regatear, chorar as pitangas, cortar custos. Ela vai acabar com o teu dinheiro e com o que você pegou emprestado dos parentes.
3 - Uma obra é regida pelo Fator Jaque, e o Fator Jaque vai te pegar, dum jeito ou de outro. Mesmo que você mande dizer que saiu, ou que se esconda no fundo do armário. Algum dia você vai ser pego, e aí vai começar a raciocinar assim: já que estou pintando, vou também mudar aquele interruptor de lugar. Já que estou colocando uma torneira mais legal, vou mudar também a cuba da pia. E de já que em já que, vai se o tempo e o dinheiro.
4 - Uma obra tem semelhanças incríveis com um bebê. Precisa da tua atenção integral. Requer uma paciência de jó. Tem sempre o risco de algo terrível acontecer com ela. Ela te tira o sono. Ela invariavelmente te chama quando você está no meio do banho. Não dá pra querer estar limpo quando se tem uma. E também não dá pra escrever muito no computador.
Lá vou eu. Mãos à obra.

5 comentários:

Maridão disse...

E além de tudo isso que ela faz, ainda acha tempo pra fazer do maridão um homem muito feliz.

venuss disse...

Meninas, meninas, todas, em coro, vamô lá: aaaaaahhhhhh, que bunitinho.
O que o maridão disse, não o que a obra custou na vida da Eva, óbvio.

Toninho Moura disse...

É...
Está é a razão de fazermos reformas de dez em dez anos.
A última foi em 1998!
Oh! Nããããooooooo!

Enio Luiz Vedovello disse...

Convivi durante muitos anos com reformas na casa velha onde morei. No apartamento atual, apenas o mínimo necessário. Elas custam caro, comem tempo e dinheiro, dão preocupação e nunca ficam exatamente como imaginamos...

Eva disse...

Maridão: ah, não faz assim que eu gamo mais do que já gamei.
venuss: bunitinho, meigo & fofo.
Toninho: tens meio ano pra botar a mão na massa corrida. Vamulá!
Enio: o pior do pior do pior é que eu já sabia disso tudo que falaste. E ainda assim insisti na coisa. Tem gente que não aprende, tipo eu.