quarta-feira, 2 de abril de 2008

Nem bem nem mal, só engraçado

Essa historinha não se enquadra nem na categoria elogios, nem na de queixas do marido, portanto posso contar sem problemas.

O maridão voltou das compras, botou a sacolama na cozinha, se afastou rapidamente porque lembrou que tinha que colocar imediatamente o fdshrieuvb no bgrubs do wrmnpjtfs (não entendi os resumungos que ele deu, mas pela pressa dele, parecia urgentíssimo). Coube a mim, assim, o desempacotamento. Lá pelas tantas, não sei o que me deu quando vi o Omo, e saí comentando, em voz alta, em tom muito admirado:

- Nossa querido, veio um Sabão Mágico (???) de brinde no Omo. Que legal.

O marido, que já estava muuuuuuito longe, fazendo algo muuuuuito importante, estranhamente ouviu meu comentário (o que é muito esquisito mesmo, porque outro dia falei, numa situação bem idêntica, que era hora de cortar a grama e ele não ouviu). Mas à menção do Sabão Mágico (???) ele reagiu na velocidade da luz. Prontamente se materializou na porta da cozinha, olhos esbugalhados, atento como se eu tivesse falado algo sobre um novíssimo modelo de skate. Ele ofegava de desejo pela novidade, era todo interesse a atneção, até as orelhas, não sei como, estavam em pé. Ele estava com-ple-ta-men-te possuído pela ânsia de ver Sabão Mágico (???).

- Sabão Mágico? Onde? O que é? Quero ver. Puxa, Sabão Mágico, que legal. Oba, quero Sabão Mágico. Mostra, mostra.

Ele era uma mistura de criança de 4 anos com gato (quem conhece pelo menos um dos dois sabe dos níveis absurdos de curiosidade que se acumulam ali).

A única coisa maior que a curiosidade do querido foi a frustração de saber que Sabão Mágico (???) não existe.
Eu vou arder nas chamas do inferno.

8 comentários:

Enio Luiz Vedovello disse...

Diga a verdade, foi sacanagem de primeiro de abril.

Enio Luiz Vedovello disse...

Esqueci de pedir acompanhamento. Aliás, tenho esquecido direto...

Toninho Moura disse...

Continua anunciando...

Maroto disse...

vacilou feio: contou que o marido faz compras, que ele presta atenção no que você diz e que se entusiasma fácil, até com coisas domésticas. Ave raríssima!

venuss disse...

Ah, até fiquei com vontade de limpar com sabão mágico. Ele poderia fazer plim e as roupas já estariam limpas e passadas guardadas no armário.

venuss disse...

li a palavra Sabão mágico de relance e me veio a musiquinha aquela do Sabão cra-crá na cabeça. Ninguém merece.

Maroto disse...

pra mim veio Puff, o Dragão Mágico, na voz irritante da Nara Leão. Pior é que eu tive um namorado que cantava Poof, the Magic Dragon com um sotaque lindo e uma voz bem mais agradável, mas lembro é da dona ardida

Eva disse...

Enio: 1. de abril pro marido, ou pros leitores do blog?
Acertou quem apostou na primeira.

Toninho: hahaha. A fantasia é livre. Mas o fato é que não vendo, não alugo e não empresto.

Maroto: ave rara, e muito bem tratada por esta que vos fala.
venuss: eu queria tudo mágico: sabão, desinfetante, empregada doméstica, etc. Tudo devia funcionar assim, num plim.

venuss e Maroto: Sabão Cra-crá é muito engraçada. Já a do Pof eu AMO de paixão. Inclusive posso mandar pra vocês, porque tenho aqui em casa. Uouou Pof, o dragão mágico quando está feliz solta fogo pelos olhos e pelo nariz...