terça-feira, 15 de julho de 2008

Me ocupando

Da série 'o que faz a criatura sair de casa assim'. Eu na fila no mercado, um cara de uns 45 com o filho de uns 9 batendo altos papos sobre um lápis que o guri queria comprar. O cara vira e eu vejo na etiquetona do jeans "A calça da galera".

Observação cretina 1.
Da galera de 1984, porque pelo corte, a cor e o tamanho dos fundilhos a calça tinha uns 20 anos que habitava aquele corpinho.

Observação bondosa 1.
Bom pra ele que não deve ter engordado nadinha de 84 pra cá.

******************************

Eu trocando de canal ontem depois de assistir a Medium na Sony (adoro!) passo involuntariamente pelo programa da Luciana Gimenez. Páro voluntariamente na Gimenez e finalmente descubro o que é a tal da Dança do Créu. De brinde conheci a mulher Moranguinho, a mulher Jaca e a mulher Melão. E todas dançaram a Dança do Quadrado.

Finalmente me sinto uma mulher atualizada.

******************************

Domingo, eu no ônibus voltando da casa de mamãe. Adoro conversas de ônibus, principalmente quando for a dos outros.
Mãe e filho na minha frente:
- Daí, mãe, ela me chamou de marginal e eu disse tu vai vê o marginal, vou te matá e matá toda a tua família.
- Isso aí, meu filho, não deixa ninguém te chamar de marginal.

Duas gurias atrás de mim. Tem que ler pensando no sotaque de alemón:
- Aí, curia, o meu pai achou uma Blayboy do meu irmão e ficou olhando e mostrando pra chente uma mulher pelada que tava deitada do lado dum coquêro. E ele tisse que os coquêro daqui não tavam aquela fruta.
- Hahahaahah
- Olha, ti contá, meu pai é uma tiversão.

Tá explicado porque ando viajando sem ler nadinha?

*******************************

E por que o "me ocupando" no título?
Hoje faz 8 anos que marido e eu começamos a namorar. E ele continua viajando.

12 comentários:

Cláudia disse...

Tb adoro Medium e outros similares....
Conversa de ônibus é a melhor. Agora vc imagina o que eu tenho que ouvir no ônibus quando vou visitar meus pais laaaaaaaaaaaaaá no Mato-Groso (são "só" 22horas de busão) com este tempo dá para fazer amizade com a galera.....
bjs

Toninho Moura disse...

O cara é da galera já faz um tempo.

País de bundas, o nosso!

Mãe não vai deixar a peteca do filho cair!

Papo de alemão.

Oito anos viajando..., quem sabe uns conselhos?

Toninho Moura disse...

Tópas fazer um Meme?
Passa lá: http://dicassobrenada.blogspot.com/2008/07/8-coisas-fazer-antes-de-morrer.html
Beijão!

Maroto disse...

1. isso porque não viste a mulher do cara, que também é da galera, e está até hoje com ombreiras e polainas;
2. eu ainda não sei como é que se dança o créu e não sabia que havia mulher fruta além da melancia, quanta ignorância! Pelo menos já dancei no Quadrado, que é o nome daquela praça riponga anos 80 lá em Trancoso... éééé, eu tb sou da galera (apenas uns tantos manequins acima na numeração das roupas, mas isso é só porque a modelagem de agora é menor)
3. mãe é mãe - incompatível com bom senso por definição
4. alemón é alemón - incompatível com senso de humor por definição
5. marido viajando tanto tempo vira santo. Aposto que a essa altura tu arderias na fogueira jurando que ele não ronca, não tem chulé e não briga sozinho assistindo jogo de futebol. Mas não se preocupe, nenhuma ilusão dura para sempre. Ele volta...

ale disse...

Parabéns pela data!

Anônimo disse...

conversas pela metade... conversas de doido... pontos de ônibus, centro lotado e feiras livres também são ótimo lugares para se ocupar...

Garotas de Vinte e Poucos disse...

Meninas!
Simplesmente amei o blog de vcs.. e as histórias?? O máximo!!
Bem parecidas com a gente... passa lá, ok?!
Vou linkar vcs, assim a gente sabe qdo tem post novo.
Bjo
*Lala*

Maroto disse...

passei um meme pra te ocupar enquanto esperas o maridão, mas é o mesmo do Toninho. Contaminada é pouco :)

Japa Girl disse...

1. O revival dos anos 80 não acaba nunca! Pelo menos a calça dele não era "inspirada" nos anos 80, e sim uma "legítima" anos 80.
2. Nossa! Essa da jaca eu desconhecia.
3. Isso é que é dar o exemplo.
4. Muito boa a do alemão!
5. Parabéns pela data especial.
Bjo!

Enio Luiz Vedovello disse...

Venuss, senti um bocado de maldade nos seus comentários. Assim você vai para o inferno, menina...
A história do "marginal" me lembrou uma, de muitos anos atrás, quando eu voltava da escola, e passando por uma casa eu ouvi uma mulher berrando:
"Eu sou sua mãe, me respeite! Onde é que se viu chamar sua mãe de puta, seu filho de uma puta?"

venuss disse...

CLAUDIA: eu só gosto de Medium desses seriados 'paranormais'. Sim, 22h de viagem dá pra virar amigo de infância.

TONINHO: o que eu vou te dizer: é isso aí pra tudo. E sobre conselhos, se fosse bom não era de graça. Não é isso que dizem?

MAROTO: só alguns comentários rápidos: passa pelo programa da Gimenez que tu te atualiza em menos de 30 minutos. E o marido tá prestes a ser canonizado.

ALE: tks!

AnÔNIMO: ótimos lugares mesmo. Conversa dos outros no celular então, é prato cheio com direito a bis.

GAROTAS DE 20 E POUCOS: já passei por lá e digo que volto. TKs pela visita.

MAROTO: já me ocupei pensando nas 8 coisas pro 3 dias.

JAPA GIRL: vc continua voltando, oba!
bj procê tb!

ENIO: maldosa, eu?!? E eu já freqüento o céu (vide os posts "Mais perto do céu" e similares) e segundo a Débora, no inferno tem lasanha!
FOi ótima essa tua lembrança.

Eva disse...

Antigamente, a gente não era ninguém se não soubesse cantar a Festa no Apê. Hoje, é imprescindível saber o que é ado, ado, cada um no seu quadrado. Tu já viu no Youtube uns vídeos da dança do quadrado? Tem Dança do Quadrado até com anões.