sábado, 16 de agosto de 2008

Concordas, ou com barbantes?

O Canto, meu primeiro diretor de criação, vivia perguntando, com cara de quem se cah esperto:
- Concordas? Ou com barbantes?
Impossível não lembrar dele quando, passeando pelo centro do centro do centro de Porto Alegre, deparo com uma imensa loja de cordinhas, linhas, fios, cordoalhas e, claro, barbantes. Era o palácio do metro linear. Uma megastore de cordas. Um verdadeiro hipermercorda. (Viu, Canto? Consegui ser mais infame que tu.)

7 comentários:

Toninho Moura disse...

Ele era um mala! Con-corda(sumiu a interrogação)

Ana disse...

Sempre tem um engraçadinho no trabalho né?
Gostei de como nasceu este blog.
Vou tentar visitar aqui quando der. Beijos
http://www.posthaus.com.br/blog

Enio Luiz Vedovello disse...

Descobrimos, então, a identidade secreta do Polito...

Japa Girl disse...

Espirituoso, não? Lá onde trabalho essa iria para a categoria " A Praça é Nossa".
Bjo!

Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos disse...

Muuuuito engraçadinho o seu chefe, hein??rs!

Marcelo Petter de Vargas disse...

Nossa! Isso pega. Enrrrolei a língua.

A propósito, desenrrolando, visite meu blog.

Bem legal seu espaço, parabéns.

Att,
Marcelo

venuss disse...

Esse é o legítimo Polito mesmo, como disse o Enio.

Mas ainda assim educadinho...

Eu tive um chefe que na hora de avaliar o layout do anúncio ele sempre vinha com essa: 'ah, com jeitinho tudo entra'.
E todo mundo ria, né, pq chefe é chefe.

E te falei que conheço essa loja dos barbantes e cordas. Marido e eu fomos comprar material lá pra ele construir o arranhador da gata. Coisas de engenheiro longe da profissão.

A loja é o terror dos alérgicos. Dá pra gastar um pacote de lencinho por lá.