quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Arrastar pelos cabelos?

Eu na fila do xerox de uma universidade. Seis pessoas na minha frente. Fulana aluna passa direto e vai encontrar a amiga que estava sendo atendida. Nisso a fura-fila diz: eu também quero esse livro e esse e esse. Ninguém disse nada, a guria passou na frente de todos, pediu xerox de 2 livros COMPLETOS e um capítulo de um e ninguém piou. A ruiva aqui não agüentou:
- Tu vai me desculpar (ela que fura a fila e eu que peço desculpas... dã! dã!), mas tem 6 pessoas que estão respeitando a fila e tu acaba de passar na frente de todo mundo.
- Mas eu quero a mesma coisa que ela.
- Eu também quero a mesma coisa que ela, quero xerox.
E a amiga me olha como se eu fosse louca e diz que vai dar muito trabalhado ela ficar esperando pelo material.

E a fura-fila não mexeu a bunda gorda do lugar. O cara que atende no xerox não botou ordem no galinheiro. E ninguém da fila me apoiou. O que tu faz numa hora dessas? Arrasta a guria pelos cabelos? Enche o dono do xerox de osso por permitir um troço desses? Sai da fila batendo perna e no dia seguinte volta com o rabinho enfiado porque o que eu precisava só estava disponível ali?

Não. Tu continua a cena falando sozinha, olhando pro teto e assinando o atestado de louca que tu acabou de receber: É, como chama isso aqui mesmo? É... instituição de educação, né? Pois tem gente que pode passar uma vida aqui dentro e não aprender que o educado mesmo respeita as pessoas.

Eu ia fazer abuu abaa depois do discurso, mas eu não estava ganhando nada pra ser a palhaça da vez. Já saí muito contrariada de lá com a etiqueta de louca e trouxa que me grudaram de graça na testa.

9 comentários:

Toninho Moura disse...

Sabe o que aconteceu? Degringolou!

Vamos investir nos nossos filhos e torcer para que muitos pais façam isso também! Aí, quem sabe, melhora!

Braços!

ale disse...

Puxa, muuuito irritante isso....

Enio Luiz Vedovello disse...

Sempre tem algum imbecil querendo fazer os outros de palhaços. E depois reclamam que o país não melhora...

Silvia disse...

é muito frustrante... sem palavras... e ainda somos chamadas de caretas, bobas...

Eva disse...

venuss, sou solidária na tua dor. Nesses momentos, eu nunca sei bem com quem me irritar mais: se com a pessoa que comete a descortesia (a mal-educada furadora de fila, no teu caso), se com a otoridade (in)competente (a pessoa do xeox, no teu caso), a massa ignara (os apéticos colegas de fila, no teu caso) ou comigo mesma por não conseguir não me importar (tu, no teu caso). Qu tal tomar um chá branco pra relaxar?

Maroto disse...

até ouvi a voz do povo: 'xiii, deve ser contagioso, porque essa aí foi aluna daquela outra doida que acredita em justiça e dá piti por conta disso' :o

Penkala disse...

tenho um post na ponta da língua que combina com o teu. e sou solidária, hein? bem solidária.

Cláudia disse...

eu sou como vc! não aguento essa p_taria..... e na fila do cinema?, affff....

Japa Girl disse...

Olha, filas em geral são um lugar ótimo para avaliar o nível de civilidade das pessoas. Eu sou campeã em discutir com folgados que querem fular fila na cara-dura. O que mais me irrita, além do espertinho, são as pessoas mosca-mortas que não fazem nada, acham normal e te olham como se você estivesse errada.