sábado, 5 de janeiro de 2008

É festa na floresta

Eu achei que isso nem existia mais. Que tinha sido proibido ou que todos as empresas tinham falido por falta de público.
E qual não é a minha surpresa quando há 20 minutos aparece um desses carros de som com música e mensagem de aniversário do outro lado da rua, quase na frente da minha casa?

Tá, eu contratei um desses duas vezes na vida. As duas pra sacanear alguém em duas agência de propaganda em que eu trabalhava. Um era um cara legal que tava saindo e que a gente queria sacanear porque gostava muito dele. A outra era pra uma mulher que ninguém suportava muito e queria mais que ela pagasse um micão na calçada agarrada com o tio do microfone.
Mas eu realmente nunca tinha visto isso acontecer como homenagem. E séria. Tocou até Tribalistas na hora da mensagem de amor e felicidades do maridão pra aniversariante.

6 comentários:

marcia disse...

uma vez eu tava na Fabico e apareceu um destes. ééééé.
era uma homenági para uma professora da biblioteconomia. que quase se lavou chorando, tri emocionada.

eu também gastei uma caixinha de kleenex. e a dor no maxilar quase não me deixou dormir.

Maroto disse...

retiro o que eu disse no post anterior, taí uma razão e tanto pra morder o marido com raiva.

Enio Luiz Vedovello disse...

Depende, Maroto. Por incrível que pareça, tem gente que gosta...

Maroto disse...

de ser mordido? Sem dúvida, Ênio, eu devia ter pensado nisso :)

Enio Luiz Vedovello disse...

De ser mordido, sim. E desse tipo de homenagem também.
Eu tive uma chefe que recebeu uma homenagem assim do marido no aniversário, e se derreteu em lágrimas.

venuss disse...

pelo visto tem gosto pra tudo mesmo nesse mundo...