domingo, 1 de março de 2009

Pessoas x animais

Há mais ou menos uma semana a Zero Hora vem dando espaço a uma discussão iniciada a partir de um artigo escrito por uma leitora que, em linhas gerais, criticava o excesso de atenção, cuidados e mimos que os animais de estimação vem recebendo. O texto deu origem a uma enquete com grande participação do público em que se perguntava:
Você concorda que as pessoas tendem a exagerar na atenção dispensada aos seus animais de estimação?
Devido ao 'sucesso' do tema, a discussão rumou para um programa na Rádio Gaúcha, virou 'notícia' no jornal e abriu espaço a outro texto de leitor na própria ZH. Conversa vai, conversa vem, o que mais esteve na pauta foram clichês do tipo 'as pessoas se preocupam demais com os animais e esquecem das crianças abandonadas'; 'as pessoas são incapazes de amar o próximo e por isso humanizam seus cães' e por aí vai, como se o amor aos bichos excluiria a possibilidade de se relacionar e ser solidário com outros seres humanos.

Acompanhando de longe a discussão, sempre acho positivo quando algum assunto relacionado a animais recebe espaço na mídia, mas, neste caso, comecei a me irritar com o rumo que as coisas estavam tomando, pois a questão não estava mais centrada nos animais e sim, num joguinho de ataque e defesa. Um lado levantava a bandeira do direito de se amar os animais, o outro, acusava os amantes de bicho de gastar sentimentos com seres irracionais, enquanto deveriam estar fazendo o bem para os seres humanos. Comentário de quem, com certeza, deve ter umas 5 crianças adotadas sentadas na sala comendo pipoca.

Bom, pra quê esse discurso todo? Já mandei alguns e-mails pra ZH com comentários sobre assuntos relacionados aos animais. No período em que se votava a extinção ou não das carroças aqui em Porto Alegre, acho que enviava um e-mail por dia, e nada de receber algum espaço no jornal.
E qual não foi a minha surpresa esta manhã ao ler a 'Palavra do leitor'?
Minha opinião estava lá, na íntegra.

6 comentários:

Silvia disse...

clap, clap, clap! (palmas)
sem mais palavras! :D

Toninho Moura disse...

Troque seu cachorro por uma criança pobre, sem parente, sem carinho..., e sem um monte de outras coisas.

Acho essa discussão inútil!
Cada um adota o animal (inteligente ou não) que quiser, e o trata como puder.
Braços!

Elaine disse...

Olá!
Curioso como quem faz esse tipo de crítica não move uma palha para ajudar nem gente nem bicho.
É uma idiotice achar que um afeto exclui o outro, eu penso que é justamente o oposto: animais me ensinam a ser mais paciente e tolerante com as .
Além de que animais ensinam amor sem reservas...
Lindo seu Calçolas, mas porque o nome?
Tenha uma semana abençoada.

Tânia (Marienkäfer Laden) disse...

Só acho que quem se empenha na causa dos humanos não deve criticar quem se empenha na causa dos animais, e vice-versa. Mas como a Elaine disse, em geral quem fica envenenando, falando coisas como "Vc é louca, só se preocupa com gato e cachorro" são aqueles quem nem o próprio prato lavam, rs.

Tânia (Marienkäfer Laden) disse...

Ainda dá para votar sim, Daniela!
São os finalistas da categoria chiclete, na enquete do lado direito. Bjos!

Claudinha disse...

Já me perguntaram: -E se vc visse uma criança abandonada na rua? iria pegar e levar pra casa tb?

Eu tenho muita raiva de pessoas que não levantam a bunda da cadeira e ainda criticam quem faz alguma coisa..... " e as crianças abandonadas vc ajuda?" agora os problemas da sociedade são culpa de quem cuida de animais??????

Os animais não tem a quem recorrer! Eles não tem uma delegacia onde podem dar queixa por maus tratos.... eles não tem como se expressar!

Os animais, incluindo o homem, tem o direito de viver bem, saudáveis e felizes!


Aquela gata que já teve 20 ninhadas e gerou uma população enorme de gatos e que agora passam fome na rua. De quem é a culpa? deve ser daquele mesmo que não castrou ou que abandonou a propria sorte, pq iria viajar e não teria onde deixa-la .... deve ser o mesmo que falou estas besteiras sobre amor excessivo!

Como alguem pode ver um animal na rua, magro, doente, implorando por carinho e não fazer nada? Um cachorro abanando o rabo ou um gato miando, ambos pedindo um amigo, me cortam o coração .....

Afff, vou parar po aqui, senão eu irei começar a xingar ....

A Nice do MeniNICE postou no blog um texto muito legal ó o link:

http://carimam.blogspot.com/2008/09/resposta-pergunta-de-algumas-pessoas.html

Esta seria a resposta perfeita para aqueles que não tem o que fazer!

Depois disso tudo .... rs.... como estão as coisas, tudo bem?
beijos e ótima semana